Paço Municipal
Prefeito Peres Dias de Camargo
Praça São Pedro
Biblioteca Municipal
Matuzalem José da Mota
Praça CDHU
Vereador Sircio Valério de Oliveira
Torre de Pedra

Eleições Conselho Tutelar 2019 - Arquivos Disponíveis

CLIQUE AQUI - Resolução Nº 170, de 10 de Dezembro 2014 (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Lei Nº 409, de 11 de Novembro 2009 (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Lei Nº 537, de 02 de Abril 2015 (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital 01/2019 - Processo de Escolha Unificada Membros do Conselho Tutelar (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Calendário de Atividades - Processo de Escolha (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Lei Federal 09/05/2019 e Resolução CMDCA 03/2019  (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Resolução CMDCA 04/2019 - (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Resolução CMDCA 05/2019 - (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital CMDCA 02/2019 - (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Resolução CMDCA 06/2019 - Comissão Eleitoral (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital CMDCA 03/2019 - (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Resolução CMDCA 07/2019 Campanha - (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital Eleição 04/2019 - Fiscais (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital Eleição 05/2019 - Mesários (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital Eleição 06/2019 - Mesários Definitivos (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Edital Eleição 07/2019 - Resultado da Eleição dos Conselheiros Tutelares (Formato PDF)
CLIQUE AQUI - Resolução CMDCA 08/2019 Resultado Final - (Formato PDF)

 

A cia. se apresenta nas cidades entre os dias 8 e 10 de maio, gratuitamente

Espetáculo “Curumim”

O espetáculo “Curumim” é uma homenagem à cultura indígena, aos costumes desse povo e a relação deles com a fauna e flora regional brasileira. Segundo as crenças, tanto as plantas como os animais possuem os seus protetores que inspiram a todos. “Nós escolhemos contar uma das inúmeras histórias indígenas, a ‘Origem da Mandioca’, essa raiz brasileira, tão presente na nossa culinária e cultivada pela primeira vez pelos povos indígenas”, explica Mariane Gutierrez, Diretora de Produção do BuZum!

A história, que é encenada por divertidos atores, conta que há muitos anos, existia uma aldeia dentro de uma floresta. Todos viviam em perfeita harmonia. Um belo dia nasceu Mani, uma menina bem branquinha, muito diferente de todos os curumins da aldeia. Algum tempo depois, a aldeia passou por um momento de escassez de comida e todos passaram fome. Os peixes sumiram e as árvores pararam de dar frutos. E de repente, sem que houvesse alguma explicação, Mani deixou de viver.

Posteriormente, de dentro da oca onde morava, nasceu uma planta muito diferente, que tinha uma raiz branquinha por dentro, como Mani. Deram então o nome de MANI OCA, MANDIOCA, essa raiz tão poderosa, que foi capaz de saciar a fome de todos da aldeia.

As apresentações acontecerão em Torre de Pedra, no dia 8 (quarta-feira), Cesário Lange, no dia 9 (quinta-feira) e em Quadra, no dia 10 (sexta-feira). Serão sete sessões diárias, com horários às 9h, 9h40, 10h20, 11h, 13h30, 14h10 e às 14h50.

Em Torre de Pedra

Dia: 8 de maio (quarta-feira)

Local: EMEF Professor Luís Carlos Coração

Endereço: Rua Ataliba da Costa Avila Nº 225, Centro, Torre de Pedra - SP

 

Classificação: 3 a 11 anos

Capacidade: 50 pessoas por sessão

Duração: 20 minutos.
 

Assessoria de imprensa BuZum!

 Isabela Barbosa

arteecultura.imprensa@gmail.com

11 3159-3058 | 11 9 4820-0000

Santos foi considerada a melhor cidade do Estado em efetividade de gestão municipal, conforme levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgado na tarde desta segunda-feira (9), em cerimônia na sede do tribunal, na Capital.

Com dados fornecidos em 2016 pelos próprios 644 municípios do Estado (apenas a Capital fica de fora porque é fiscalizada pelo Tribunal de Contas do Município), o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M) mede a qualidade dos gastos e avalia as políticas e atividades públicas das gestões municipais.

O IEG-M é dividido em sete indicadores (educação, saúde,  planejamento,  gestão fiscal,  meio ambiente,  proteção aos cidadãos e governança em tecnologia da informação),  analisados mediante o estudo de 230 quesitos.  

Cada indicador e as cidades em geral são avaliados por conceitos: A (altamente efetiva- pelo menos 90% da nota numérica, que vai zero a 1), B+ (muito efetiva- entre 75% e 89,99%), B (efetiva- entre 60% e 74,99%), C+ (em fase de adaptação- entre 50% e 59,99%) e C (baixo nível de adequação- menor ou igual a 49,99%). 

Santos obteve um conceito geral de B+ (apenas 12% das cidades obtiveram esta nota e nenhuma terminou com A).  Com a liderança, teve gestão melhor avaliada que cidades importantes economicamente como São José dos Campos, São José do Rio Preto, Campinas, Ribeirão Preto, São Caetano, Guarulhos, São Bernardo do Campo, Diadema, entre outras.

Na Baixada Santista, Praia Grande (17º) e Itanhaém também obtiveram o conceito B+. A média geral do Estado foi B.

 

Levantamento foi divulgado em cerimônia na sede do TCE, na Capital (Foto: Divulgação)

Indicadores

A administração santista obteve conceito A em saúde, meio ambiente, proteção ao cidadão e governança em TI. Indaiatuba foi a única que teve mais notas A (5), porém ficou abaixo no ranking por ter tido um C em planejamento (Santos não teve nenhum conceito abaixo de B).

Antes de apresentar oficialmente o IEG-M, o presidente do TCE, Sidney Beraldo, lembrou que a crise econômica despertou a cidadania e um maior interesse nos brasileiros em fiscalizar o poder público. “Isso é controle social. O TCE analisa estes indicadores para avaliar as ações dos governos diante das necessidades da população”.

Beraldo acrescentou que o levantamento é uma ferramenta para que as gestões municipais aprimorem suas políticas públicas, seu planejamento e realizem eventuais correções de rumos. 

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, discursou na solenidade e confirmou que ações como o IEG-M são fundamentais para balizar as ações da administração. “A transparência é essencial e imprescindível. E, nos momentos de crise, eficiência é questão de sobrevivência na gestão pública”.

Barbosa citou que a Prefeitura também adota instrumentos de avaliação da gestão, como o programa Eficiência Total e o  Participação Direta nos Resultados (PDR)  este último inclusive considera resultados do IEG-M. 

Ao comentar a liderança de Santos no ranking, o prefeito reconheceu que é consequência do empenho de todos os servidores públicos. “Foi um trabalho em equipe. A sociedade clama por eficiência e este resultado nos estimula a trabalhar ainda mais por projetos que realmente afetem a vida da população”.

Confira as 20 melhores do IEG-M

1 – Santos
2 - Quadra
3 - Torre de Pedra
4 - Macatuba
5 - Indaiatuba
6 - Vinhedo
7- Santa Cruz do Rio Pardo
8 - Orlândia
9 - Lucélia
10 - Tietê
11 - Registro
12 - Andradina
13 - Morungaba
14 - Olímpia
15 – S. José do Rio Preto
16 - Sales
17 - Praia Grande
18 - Ibirá
19 - Ribeirão Corrente
20- São José dos Campos

 

Fonte:

http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/santos/santos-e-considerada-a-melhor-em-gestao-municipal-pelo-tce/?cHash=86ef0d1b08fbcbe2694a87a80db5f58d

http://www4.tce.sp.gov.br

© 2019 - Prefeitura Municipal de Torre de Pedra Rua Emídio Dias de Camargo, 93 - Centro - Torre de Pedra/SP - CEP 18265-000 Telefone: (15) 3252-8000

Please publish modules in offcanvas position.